quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O Louco e a Donzela

http://bailecuringa.blogspot.com/search/label/Jester 

E o Louco tem que ser um equilibrista para salvar a donzela da Torre em chamas.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O Pendurado

Tarô Rider - Waite 


Símbolos: um homem pendurado por um pé em uma cruz em T – ás vezes em uma barra ou uma árvore. Sua perna livre sempre dobrada, formando um 4, seu rosto sempre em paz, nunca sofrendo. Ás vezes tem as mãos atadas, ás vezes tem as mãos soltas. Em alguns baralhos, moedas caem de seus bolsos ou de suas mãos.

História: o Louco senta-se sob uma árvore, decidido a achar seu eu espiritual. Ali ele fica por nove dias, sem comer, mal se mexendo. Pessoas passam por ele, animais, nuvens, o vento, a chuva, as estrelas, a lua e o sol. Ao nono dia, sem saber por que, ele sobe em um galho e pendura-se de cabeça para baixo como se fosse uma criança, abrindo mão, por um momento, de tudo que ele é, quer, sabe ou se importa. Moedas caem de seu bolso e ele as observa do alto – não as enxergando como dinheiro e sim como círculos de metal – e subitamente tudo muda de perspectiva. É um momento fascinante, parece um sonho mas é claro como a água. Ligações que ele nunca havia entendido começam a fazer sentido, mistérios são revelados. Por mais que o momento parecesse infinito, ele sabia que não iria durar. Muito em breve ele deve voltar a si, e quando fizer isso as coisas serão diferentes. Ele terá que agir de acordo com o que aprendeu. Mas agora, no entanto, ele apenas pende, leve como uma pluma, observando, absorvendo, admirando.


Significado: tendo Netuno (água) como seu planeta, o Pendurado é a carta mais fascinante do baralho. Ela reflete a história de Odin, que se ofereceu em sacrifício para obter conhecimento. Pendurado na árvore do mundo, ferido por uma lança, sem receber comida, ele ali fica por nove dias. No último dia, ele vê no chão runas caídas da árvore, entende seu significado e, descendo da árvore, as recolhe para si. Todo o conhecimento se encontra naquelas runas.


O Pendurado é uma carta sobre adiamento, não sobre vida ou morte. É tempo de meditação, abnegação, sacrifício, profecia. O consulente pára de resistir; ao invés disso, ele se faz vulnerável, sacrifica sua posição ou oposição e, por isso, torna-se iluminado. Respostas que o iludiram tornam-se claras, soluções para problemas são encontrados. Ele vê o mundo de forma diferente, tem percepções quase místicas. A carta pode também indicar um período em que tudo fica parado, um tempo de descanso e reflexão antes de seguir em frente. Depois de um tempo tudo se moverá, mas por enquanto as coisas flutuam, eternamente.


Observações: Netuno é espiritualidade, sonhos, habilidades psíquicas, e o Pendurado é rico nessas coisas. Também é o número 12, o oposto do 21, o Mundo. Com a carta do Mundo você vai infinitamente para fora, com a carta do Louco você vai infinitamente para dentro. Essa carta indica um período de reflexão tão profunda que nada mais parece existir senão a própria reflexão. Todos os tarólogos passam por isso ao entenderem todo o significado da carta. O  Pendurado simboliza esses momentos de suspensão entre o mundo físico e o mundo místico. Esses momentos não duram muito, e geralmente demandam algum tipo de sacrifício. Sacrifício de uma crença ou perspectiva, um desejo, um sonho, uma esperança, dinheiro, tempo ou até mesmo preocupação com si mesmo. Ás vezes você precisa abrir mão de coisas caras a você, abrir-se a outras verdades, outras perspectivas a fim de encontrar novas soluções, de produzir mudanças. Uma coisa é certa: uma vez sendo o Pendurado, você nunca mais vê as coisas da mesma maneira.