terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Tarô Rider - Waite



Símbolos: uma torre emergindo de uma rocha, um raio poderoso, uma ou duas pessoas caindo da torre, algumas vezes ondas quebrando abaixo.

História: ao deixar o trono do deus-bode, o Louco depara-se com a Torre, fantástica, magnífica e familiar. Na verdade, o próprio Louco ajudou a construir essa Torre, no tempo em que as coisas mais importantes eram deixar sua marca e provar a si mesmo que era melhor que os outros homens. Dentro da Torre, no
topo, ainda moram homens arrogantes, convencidos de que estão certos. Ao rever a Torre, o Louco sente um clarão passar por sua mente; ele pensou ter
deixado seu velho eu para trás ao começar sua jornada espiritual, mas agora ele percebe que isso não aconteceu. Ele tem se visto como a própria Torre,
como os homens que nela moram: sozinho, diferente e superior. Mas ele não é nada disso. Ele fica tão aprisionado pelo choque dessa percepção que ele
abre a boca e solta um GRITO! E para seu espanto e terror, como se seu grito
houvesse tomado forma, um raio desaba do céu, atingindo a Torre e atirando seus moradores na água que corre abaixo.

Em um momento, tudo acaba. A Torre fica arruinada, somente a rocha permanece inteira. Abalado e agitado em seu interior, o Louco sente tristeza, medo profundo e descrença. Mas também sente que sua visão clareou, como se seu olho interior finalmente estivesse aberto. Ele destruiu sua resistência à mudança e sacrifício (o Enforcado), depois se livrou do preconceito e do medo da morte (a Morte); ele dissolveu a crença de que os opostos não podem ser unidos (a Temperança) e rompeu as correntes da ambição e do desejo (o Diabo). Mas, aqui e agora, ele conseguiu o mais difícil: destruiu as mentiras que ele carregava sobre si mesmo. O que sobrou foi a crua e absoluta verdade. Em cima disso ele pode reconstruir sua alma.

Significado: tendo Marte como planeta regente, a Torre é a carta da guerra, a guerra entre as mentiras fundamentadas e a luz da verdade. A Torre, conforme diz Wang, significa “conceitos e hábitos falsos que foram aceitos como verdade”. Quando o consulente recebe esta carta, ele pode esperar uma sacudida, uma revelação chocante. Pode ser a exposição de uma verdade que alguém se recusa a enxergar, ou então a perda de crenças que estavam muito bem fundamentadas. O mais importante a ser lembrado é que a destruição desta estrutura abre espaço para uma nova construção.

Observações: nenhuma carta assusta tanto o tarólogo quanto a Torre – ou então o consulente, se esse sabe alguma coisa sobre as cartas do Tarô. No entanto é uma das cartas mais claras no que se refere a significado. Estruturas falsas, instituições falsas, crenças falsas irão cair, subitamente e todas de uma só vez. É importante lembrar que o consulente não sabe que se trata de algo falso. Ainda não. Ao contrário, ele provavelmente acredita que seu companheiro é fiel, que suas crenças religiosas são verdadeiras, que não há problema algum na sua família, que tudo está bem no trabalho... tudo está bem.
Ele está prestes a ter um duro despertar para a realidade. Será chacoalhado,
despedaçado, quebrado em partes. A única coisa que o tarólogo pode fazer para
amenizar isso é dizer que tudo acontecerá para o bem dele. Nada que é construído em cima de uma mentira pode ficar em pé por muito tempo. Não será fácil nem prazeroso, será dolorido, mas é o melhor a ser feito.

Tradução anônima do site :http://www.aeclectic.net/tarot/learn/

Nenhum comentário: